Para melhor visualização, recomendo resolução de no mínimo 1024 x 768 e navegador Mozilla Firefox


quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Abordando colunas do tipo auto-incremento (IDENTITY) e valores DEFAULT com SEQUENCES no Oracle 12c

Por Eduardo Legatti

Olá,

No artigo de Novembro/2008 eu abordei o uso do objeto SEQUENCE, disponível no banco de dados Oracle, com o objetivo de simular a criação de colunas do tipo auto-incremento. Realmente, até a versão 11g, o Oracle não possui um tipo de dado auto-incremento, mas, no Oracle 12c, isso mudou. Neste artigo irei abordar duas novas características que foram implementadas no Oracle 12c e mencionadas no artigo de Junho/2013.
  • No Oracle 12c é possível especificar as pseudo-colunas CURRVAL e NEXTVAL de uma sequence como valor DEFAULT para uma coluna de uma tabela.
  • No Oracle 12c existe suporte à colunas do tipo auto-incremento (IDENTITY).
     

Utilizando valores DEFAULT com SEQUENCES de banco de dados


Até a versão 11g, o Oracle não permite definir um objeto SEQUENCE na cláusula DEFAULT de uma coluna de tabela, como demonstrado abaixo:
C:\>sqlplus scott/tiger

SQL*Plus: Release 11.2.0.1.0 Production on Qua Out 2 19:00:08 2013

Copyright (c) 1982, 2010, Oracle.  All rights reserved.

Conectado a:
Oracle Database 11g Enterprise Edition Release 11.2.0.3.0 - 64bit Production
With the Partitioning, OLAP, Data Mining and Real Application Testing options

SQL> create sequence seq_teste nocache;

Seqüência criada.

SCOTT> desc minha_tabela
 Nome                   Nulo?    Tipo
 ---------------------- -------- ----------------------
 ID                     NOT NULL NUMBER
 DESCRICAO              NOT NULL VARCHAR2(100)

SQL> alter table minha_tabela modify id DEFAULT SEQ_TESTE.NEXTVAL;
alter table minha_tabela modify id DEFAULT SEQ_TESTE.NEXTVAL
*
ERRO na linha 1:
ORA-00984: coluna não permitida aqui
 
À partir do Oracle 12c, é possível especificar uma SEQUENCE de banco de dados e utilizar as pseudo-colunas NEXTVAL e CURRVAL na cláusula DEFAULT de uma coluna de tabela como demonstrado abaixo:

 
C:\>sqlplus scott/tiger

SQL*Plus: Release 12.1.0.1.0 Production on Qua Out 2 19:03:54 2013

Copyright (c) 1982, 2013, Oracle.  All rights reserved.

Horário do último log-in bem-sucedido: Qua Out 2 2013 18:54:03 -03:00

Conectado a:
Oracle Database 12c Enterprise Edition Release 12.1.0.1.0 - 64bit Production
With the Partitioning, OLAP, Advanced Analytics and Real Application Testing options

SQL> create sequence seq_teste nocache;

Sequência criada.

SQL> create table minha_tabela (
  2  id number constraint pk_minha_tabela primary key,
  3  nome varchar2(60) not null);

Tabela criada.

SQL> alter table minha_tabela modify id DEFAULT SEQ_TESTE.NEXTVAL;

Tabela alterada.

SQL> select table_name,
  2         column_name,
  3         data_default
  4    from user_tab_columns 
  5   where table_name='MINHA_TABELA';

TABLE_NAME          COLUMN_NAME      DATA_DEFAULT
------------------- ---------------- -----------------------------
MINHA_TABELA        ID               "SCOTT"."SEQ_TESTE"."NEXTVAL"
MINHA_TABELA        NOME

SQL> insert into minha_tabela (nome) values ('Nome_1');

1 linha criada.

SQL> insert into minha_tabela (nome) values ('Nome_2');

1 linha criada.

SQL> insert into minha_tabela (nome) values ('Nome_3');

1 linha criada.

SQL> select * from minha_tabela order by 1;

        ID NOME
---------- -----------------------------------------
         1 Nome_1
         2 Nome_2
         3 Nome_3

SQL> insert into minha_tabela values (10,'Nome_10');

1 linha criada.

SQL> select * from minha_tabela order by 1;

        ID NOME
---------- -----------------------------------------
         1 Nome_1
         2 Nome_2
         3 Nome_3
        10 Nome_10

No exemplo acima, podemos ver que é possível inserir uma valor de ID explícito, como por exemplo ID=10. Vale a pena salientar que, caso a coluna aceite valores nulos, e um valor NULL for inserido, então o valor DEFAULT não será utilizado. Para que isso não aconteça, a coluna deverá ser criada utilizando a cláusula ON NULL conforme exemplo do comando abaixo:

create table t1 (
  id    number DEFAULT ON NULL SEQ_TESTE.NEXTVAL,
  nome  varchar(10)   
);

No mais, vale a pena salientar que, se tentarmos droparmos a sequence, o Oracle não irá fazer uma verificação de dependência entre a tabela e a sequence, ou seja, conseguiremos dropar a sequence sem o menor problema. Consequentemente, as operações de INSERT irão falhar com a emissão do erro ORA-02289 conforme demonstração abaixo:
SQL> drop sequence seq_teste;

Sequência eliminada.

SQL> insert into minha_tabela (nome) values ('Nome_4');
insert into minha_tabela (nome) values ('Nome_4')
*
ERRO na linha 1:
ORA-02289: a sequência não existe


Colunas do tipo auto-incremento (IDENTITY)


Uma outra novidade do Oracle 12c se refere à possibilidade de criar colunas do tipo auto-incremento. Na minha visão, não foi criado um novo tipo de dado (DATA TYPE) no Oracle, e sim uma engenharia interna que oferece esse recurso. A figura abaixo mostra as novas cláusulas que poderão ser utilizadas na criação de uma coluna em uma tabela:



Segue abaixo alguns exemplos práticos dos tipos de coluna IDENTITY que poderemos criar à partir do Oracle 12c. Como primeiro exemplo, podemos perceber abaixo que ao criar uma tabela contendo uma coluna IDENTITY, será necessário que o owner da tabela tenha o privilégio de sistema CREATE SEQUENCE.

SQL> create table t1_always (
  2    id number GENERATED ALWAYS AS IDENTITY,
  3    nome varchar2(20)
  4  );
create table t1_always (
*
ERRO na linha 1:
ORA-01031: privilégios insuficientes

SQL> select * from session_privs;

PRIVILEGE
----------------------------------------
SET CONTAINER
CREATE TABLE
CREATE SESSION

SQL> connect / as sysdba
Conectado.

SQL> grant create sequence to scott;

Concessão bem-sucedida.

SQL> connect scott/tiger
Conectado.

SQL> create table t1_always (
  2    id number GENERATED ALWAYS AS IDENTITY,
  3    nome varchar2(20)
  4  );

Tabela criada.

SQL> desc t1_always
 Nome              Nulo?    Tipo
 ----------------- -------- -----------------------
 ID                NOT NULL NUMBER
 NOME                       VARCHAR2(20)

Podemos notar pelo resultado do comando DESCRIBE acima, que uma coluna IDENTITY é obrigatória (NOT NULL). Abaixo podemos ver que o Oracle automaticamente criou uma SEQUENCE de banco de dados com o nome de ISEQ$$_19860.

SQL> select sequence_name,
  2         increment_by,
  3         cache_size,
  4         last_number
  5    from user_sequences;

SEQUENCE_NAME     INCREMENT_BY CACHE_SIZE LAST_NUMBER
----------------- ------------ ---------- -----------
ISEQ$$_19860                 1         20           1

Se por acaso tentarmos dropar essa SEQUENCE, o Oracle irá emitir o erro ORA-32794, ou seja, diferentemente de especificar uma SEQUENCE como DEFAULT em uma coluna, onde não há qualquer dependência entre a SEQUENCE e a coluna da tabela, no caso de uma coluna do tipo IDENTITY a SEQUENCE que é criada automaticamente faz parte dessa engenharia.

SQL> drop sequence ISEQ$$_19860;
drop sequence ISEQ$$_19860
*
ERRO na linha 1:
ORA-32794: não é possível eliminar uma sequência gerada pelo sistema

Consultado as views DBA/ALL/USER_TAB_COLUMNS podemos identificar as colunas que são do tipo IDENTITY conforme demonstrado abaixo:


SQL> select table_name,column_name,data_default,identity_column from user_tab_columns;

TABLE_NAME   COLUMN_NAME   DATA_DEFAULT                    IDE
------------ ------------- ------------------------------- ---
T1_ALWAYS    ID            "SCOTT"."ISEQ$$_19860".NEXTVAL  YES
T1_ALWAYS    NOME                                          NO

No mais, segue abaixo os tipos de colunas IDENTITY que poderemos criar à partir do Oracle 12c.

GENERATED ALWAYS AS IDENTITY

Uma coluna IDENTITY criada com a cláusula ALWAYS sempre irá forçar a geração do valor sequencial. Caso algum valor seja informado na coluna IDENTITY, o erro ORA-32795 será emitido.

SQL> create table t1_always (
  2    id number GENERATED ALWAYS AS IDENTITY,
  3    nome varchar2(20)
  4  );

Tabela criada.

SQL> insert into t1_always values (1,'teste1');
insert into t1_always values (1,'teste1')
*
ERRO na linha 1:
ORA-32795: não é possível inserir em uma coluna de identidade sempre gerada

SQL> insert into t1_always (nome) values ('teste1');

1 linha criada.

SQL> select * from t1_always;

        ID NOME
---------- --------------------
         1 teste1

SQL> insert into t1_always (nome) 
  2  select 'teste'||level from dual
  3  connect by level <= 10;

10 linhas criadas.

SQL> select * from t1_always;

        ID NOME
---------- --------------------
         1 teste1
         2 teste1
         3 teste2
         4 teste3
         5 teste4
         6 teste5
         7 teste6
         8 teste7
         9 teste8
        10 teste9
        11 teste10

11 linhas selecionadas.

GENERATED BY DEFAULT AS IDENTITY

Uma coluna IDENTITY criada com a cláusula BY DEFAULT não irá forçar a geração do valor sequencial, ou seja, caso algum valor seja informado na coluna IDENTITY, o mesmo será inserido ao invés do valor sequencial.

SQL> create table t2_by_default (
  2    id number GENERATED BY DEFAULT AS IDENTITY,
  3    nome varchar2(20)
  4  );

Tabela criada.

SQL> insert into t2_by_default (nome) values ('teste1');

1 linha criada.

SQL> insert into t2_by_default values (11,'teste11');

1 linha criada.

SQL> select * from t2_by_default;

        ID NOME
---------- --------------------
         1 teste1
        11 teste11

GENERATED BY DEFAULT ON NULL AS IDENTITY

Uma coluna IDENTITY criada com a cláusula BY DEFAULT ON NULL não irá forçar a geração do valor sequencial, ou seja, caso algum valor seja informado na coluna IDENTITY, o mesmo será inserido ao invés do valor sequencial. Caso NULL seja informado, então o valor sequencial será gerado para a coluna.

SQL> create table t3_by_default_on_null (
  2    id number GENERATED BY DEFAULT ON NULL AS IDENTITY,
  3    nome varchar2(20)
  4  );

Tabela criada.

SQL> insert into t3_by_default_on_null (nome) values ('teste1');

1 linha criada.

SQL> insert into t3_by_default_on_null (id,nome) values (11,'teste11');

1 linha criada.

SQL> insert into t3_by_default_on_null (id,nome) values (NULL,'teste200');

1 linha criada.

SQL> select * from t3_by_default_on_null;

        ID NOME
---------- --------------------
         1 teste1
        11 teste11
         2 teste200

Por fim, poderemos utilizar a view de dicionário de dados DBA/ALL/USER_TAB_IDENTITY_COLS para visualizar todas as tabelas que possuem colunas do tipo IDENTITY, conforme demonstrado abaixo:

SQL> select table_name,
  2         column_name,
  3         generation_type,
  4         identity_options
  5  from   user_tab_identity_cols;

TABLE_NAME              COLUMN_NAME GENERATION  IDENTITY_OPTIONS
----------------------- ----------- ----------- ----------------------------------------
T1_ALWAYS               ID          ALWAYS      START WITH: 1, INCREMENT BY: 1, MAX_VALU
                                                E: 9999999999999999999999999999, MIN_VAL
                                                UE: 1, CYCLE_FLAG: N, CACHE_SIZE: 20, OR
                                                DER_FLAG: N

T2_BY_DEFAULT           ID          BY DEFAULT  START WITH: 1, INCREMENT BY: 1, MAX_VALU
                                                E: 9999999999999999999999999999, MIN_VAL
                                                UE: 1, CYCLE_FLAG: N, CACHE_SIZE: 20, OR
                                                DER_FLAG: N

T3_BY_DEFAULT_ON_NULL   ID          BY DEFAULT  START WITH: 1, INCREMENT BY: 1, MAX_VALU
                                                E: 9999999999999999999999999999, MIN_VAL
                                                UE: 1, CYCLE_FLAG: N, CACHE_SIZE: 20, OR
                                                DER_FLAG: N

Google+

Nenhum comentário:

Postagens populares