Para melhor visualização, recomendo resolução de no mínimo 1024 x 768 e navegador Mozilla Firefox


segunda-feira, 27 de julho de 2009

Oracle anuncia nova estratégia para aplicação de patches - Patch Set Updates (PSU)

Por Eduardo Legatti

Olá,

Recentemente, a Oracle anunciou (14/07) um novo método para aplicação de correções em seus produtos. Esta nova categoria de pacote de correção se chama Patch Set Update (PSU) e, assim como o Critical Patch Update (CPU), será lançado trimestralmente (Janeiro, Abril, Julho, Outubro).

Este novo pacote de correção além de incluir o último CPU, também será cumulativo. De acordo com o Oracle My Support (Metalink), o primeiro PSU foi lançado para o Oracle 10g (10.2.0.4) e, para o Oracle 11g, a previsão de lançamento do primeiro PSU será em Outubro/2009.

Como dito anteriormente, o PSU será cumulativo, ou seja, cada PSU conterá todas as correções do seu antecessor. Vale a pena salientar que estes pacotes de atualização só estão disponíveis para download através do site Oracle Metalink (My Oracle Support). Portanto, para quem quiser realizar o download das atualizações, terá que ter um contrato de suporte com a Oracle e ter em mãos um código de identificador de suporte válido (Customer Support Identifier – CSI).

Aplicações do PSU:

10.2.0.4.[0] --> 10.2.0.4.[1] --> 10.2.0.4.[2] --> 10.2.0.4.[3] ...






Para maiores informações, acesse as notas referentes ao PSU no site do My Oracle Support (Metalink):

854428.1 - Introduction to Oracle Patch Set Updates (PSU)

850471.1 - Oracle Announces First Patch Set Update For Oracle Database Release 10.2
854473.1 - Known Issues with this Patch Set Update 10.2.0.4.1
8576156.8 - Bug 8576156 10.2.0.4.1 Patch Set Update (PSU)

Google+

2 comentários:

alphamek disse...

Eduardo,

Parábens por divulgar esse tipo de informação, isso realmente é muito útil aos DBAs.

E a nova maneira que a Oracle vai trabalhar, ficou bem interessante.

Abraços,
Rodrigo Almeida

Eduardo Legatti disse...

Olá Rodrigo,

Também acredito ser uma estratégia bem interessante e que trará flexibilidade. Só pelo fato de o cliente/DBA poder ter a opção de escolher quais correções aplicar e, assim, priorizar as que realmente são necessárias para o ambiente sem ter que aplicar todo o CPU, já é um grande avanço.

Abraços e até mais ...

Postagens populares